Com audiência em alta, “Amor à Vida” se especializa em polêmicas

Malvino Salvador, o Bruno de "Amor à Vida"

Malvino Salvador, o Bruno de “Amor à Vida”

“Amor à Vida” segue embalada em seus índices – a trama fechou seu primeiro mês com 34 pontos na Grande São Paulo, ante 31 da antecessora, “Salve Jorge”-, mas nem por isso consegue passar imune às polêmicas.

Após tirar do sério ex-chacretes, que se mostraram indignadas com o passado deMárcia (Elizabeth Savalla), e de grupos LGBTs, que torceram o nariz para a falta de caráter de Félix (Mateus Solano), o folhetim deWalcyr Carrasco entrou na mira de três movimentos.

Corretores de imóveis reclamam do fato deBruno (Malvino Salvador) ter mostrado um apartamento sem conhecê-lo a uma cliente –Paloma (Paolla Oliveira) – com segundas intenções. Levou-a ao chão ali mesmo.

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio também está uma arara com a trama da Globo. Queixa-se da postura e erros técnicos deOrdália (Eliane Giardini), Glauce (Leona Cavalli) e Perséfone (Fabiana Karla), que, no início da trama, acabaram compactuando com a troca que tornou Bruno pai de Paulinha (Klara Castanho).

Em pleno 2013, o preconceito racial também passou a ser motivo de queixas. Há quem reclame do fato de, até agora, a trama não ter mostrado nenhum personagem negro. Questionada, a Globo se defende e diz que não define o elenco de suas novelas por cor de pele. De qualquer forma, está prevista para os próximos capítulos a entrada de Verônica (Ana Carbatti) na história, mais uma médica para o Hospital San Magno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s