No Ar; Bancada Reality 2013 REPRISE

Todos sejam bem vindos, agradeço mais uma vez a presença de Todos, hoje o nosso tema sera escolhido mais uma vez pelo representante do SBT, ele foi o mais votado novamente.

Moderador Televizão – SBT fã, parabéns pela vitoria! Agora vamos para a escolha do tema!

SBT Fã – Sim já escolhi o tema do Debate de Hoje , mas antes gostaria de agradecer a direção do blog por nos dar essa oportunidade de poder  mostrar o nosso amor pelo o SBT. Record Fã –Só ganha apelando!

Sbt Fã –Não entendi essa sua afirmação descabida!

Moderador Televizão – Vamos mudar o rumo da nossa conversa, SBT fã já escolheu o tema? SBT fã – Sim já escolhi o tema , para o SBT vamos falar de “Novelas internacional”“Globo e seu passado Macabro”, “Record e Igreja Universal unidas em um só objetivo .Lavagem de dinheiro.”

Globo Fã- Mais essa agora! Bons Temas.

Record Fã– Ta com medo? Rsrrrsrrs.

Moderador Televizão – Então vamos começar o nosso debate, o SBT pergunta para o Globo Fã.

SBT FÃ- Em 1998 o Brasil iria escolher o novo Presidente da Republica,Fernando Collor e Luis Inácio foram a disputa no segundo Turno e ouve debates nas emissoras de TV e um desses foi realizado pela TV Manchete. No dia seguinte a Rede Globo apresentou duas Matérias com edições no debate. Mais teve erros da Globo, Primeiro por apresentar um equilíbrio que segundos jornalista e críticos da época não houve, o segundo ficou claro que a Globo em sua edição favoreceu o desempenho de Fernando Collor  Segundo informações , O candidato do PRN foi beneficiado tanto na seleção dos momentos como no tempo dado a cada candidato, já que Fernando Collor teve um minuto e meio a mais do que Lula. A Globo era contra ou tinha alguma rixa com O PT ou com e Lula?

GLOBO FÃ – É verdade o que você disse, mais a questão é que não interpretou a sua fonte! O QUE ACONTECEU EM 1998 foi que o debate que fora realizado na TV Manchete e depois na Band foi assistindo por milhões de pessoas, As pessoas que assistiram o debate sabem bem que o Lula não se saiu bem no debate, ate mesmo de seis anos Jose Jenuino afirmou que o desempenho de Lula tinha sido, realmente , ruim . Ai os responsáveis pela edição da matéria “Polêmica” afirmaram que usaram o mesmo critério de edição de um jogo de futebol, no caso selecionado os melhores momentos de cada time. Segundo a publicação que li a vários anos sobre esse assunto eles era para ficar claro que Collor tinha sido o vencedor do debate, pois Lula realmente havia se saído mal.

SBT FÃ- Mais foi um Erro Globo!

GLOBO FÖ Não disse que não foi, foi sim um erro e a Globo admite!Abriu-se um inquérito contra a Rede Globo e isso causou danos a imagem da TV Globo. Foi por causa desse ERRO que hoje a Globo adota como norma não editar debate políticos ; eles devem ser assistidos na integra e ao vivo.

Moderador Televizão – O brigado, SBT FÃ pergunta agora para a RECORD FÃ.

SBT Fà– Na ultima década  o dono da Record Edir Marcedo expandiu seus empreendimentos para fora do Brasil, abrindo templos a Universal em 170 países e criando a Record Internacional. Em uma Reportagem exibida pelo JN da TV Globo, eles fretarem um avião e que traziam dinheiro e esse dinheiro foi usado para a compra da TV Record. Então podemos afirmar que a Record que se diz uma emissora de “Qualidade” e “Religiosa” é fruto de Trafico (Essa foi uma afirmação de um ex pastor da Universal) e de Lavagem de dinheiro?

Record FÃ-Eu sou muito inteligente para acreditar nessas afirmações falsas, naquele vídeo eles estavam felizes não pela quantidade de dinheiro mais pela quantidade de pessoas que ouviram o testemunho deles.

SBT FÃ- Com certeza eles estavam felizes com a quantidade de pessoas, porque quanto mais pessoas mais dinheiro;

RECORD Fà– Cara eu não posso te afirmar nada, eu não sou um seguidor da Igreja Universal eu sou apenas um fã da emissora do mesmo dono da igreja, tenho certeza assim como muitos fãs que todas essas acusações são falsas, eu não me importo com a Igreja eu me importo com a Record .

Moderador Televizão – Passamos para a segunda etapa do nosso debate o fã da Globo vai perguntar para as respectivos fãs.

Globo FÖ O mundo sabe que o SBT é tipo assim , muito parceira da Televisa, e todos sabemos que a Televisa não é mais tão influentes nas novelas, porque cairão muito no mundo. O fracasso das novelas lá fora atinge o SBT aqui?

SBT FÃ- Acho que você esta enganadíssimo  as novelas mexicanas são as melhores novelas do mundo, agora o que ta passando por uma crise são as novelas da globo essas sim estão em crise. E tenho certeza que as novelas mexicanas que vem ser exibidas no SBT todas elas são um sucesso, vai me dizer que a exibição de A usurpadora não assusta a Globo?

GLOBO FÃ- Acho também que você ta enganado a novelas da Globo são as melhores do mundo e a Globo é a emissora que mais produz novelas, se 8 pontos de a Usurpadora é sucesso o que são os “mizeros” 33 pontos de “Salve” a todas as novelas da Globo comparadas com as porcarias da Record e com as Reprises mexicanas e fracassadas do SBT SÃO FENÔMENOS.

SBT FÃ- E porque essa agressividade  Eu só falei o que eu acho, essa e minha opinião e ela não vai mudar!

GLOBO Fà–Não to falando com agressividade! Você pensa o que quiser eu só e eu não estou nem um pouco afim de mudar a tua ridícula opinião;

Moderador Televizão – Pessoal que não usem de palavras xulas para representarem suas respectivas emissoras. Agora o Globo FÃ pergunta para RECORD FÃ

GLOBO FÖ Quando a Policia Federal encaminhou a Justiça Federal a acusação de lavagem de dinheiro que foi usado ha alguns anos atrás o Jornal Nacional fez um reportagem de 10 minutos denunciando o caso, logo a Record fez um programa inteiro atacando a Globo, porque a Record fez isso, sera que toda as acusações que a Globo fez a Record era tão verdadeiras que “Queriam” devolver na mesma moeda?

RECORD Fà– Quando você fala na mesma moeda quer dizer que a Globo também já esteve envolvida em polêmicas? Claro né! O jornal Nacional ter dado 10 minutos do seu precioso tempo para falar de suspeitas que nunca foram confirmadas, naquela imensa reportagem deixou claro o quanto a Globo Odeia a Record e usou desse tempo apenas para a atacar a concorrente.

GLOBO Fà– Deixa bem claro o quão a Record é Falsa e frutos de crimes; e um desses crimes a Lavagem de dinheiro daquele idiota do Edir Macedo.

RECORD FÃ – Idiota? Claro que as falcatruas da GLOBO nem passam por sua cabeça nesse momento. Você não sabe o quanto a Globo faz mal para o povo brasileiro. E ponto eu odeio esse sua ingenuidade, porque é ciente da historia dessa emissora baixa!

GLOBO FÖ Baixa é um tapa que vou dar na sua cara! Como você pode dizer isso? Baixa e o roubo que ha na Record, as falcatruas isso sim e baixo , uma emissora que se diz Religiosa e NA VERDADE É preconceituosa! SÓ ACHO

Moderador Televizão – GLOBO FÃ e RECORD FÃ, Precisa pedir para vocês se respeitarem? Esse pode ser o ultimo debate de vocês. Vamos passar para a segunda e ultima da nosso debate. RECORD FÃ pergunta para as demais.

RECORD FÃ – O SBT não tem criartivade  o bastante para criar e isso todo mundo sabe, logo a sua programação fica pesada e cheia de reprises.

Rosalinda -A usurpadora -Chaves

E por ai vai, você não acha que as novelas que são repisadas e rejeitadas fazendo com que o publico se afaste do SBT?

SBT FÃ- Claro que não! Não sei se você acompanha o Blog Televizão mais eles fizeram um post onde afirma que As novelas mexicanas no SBT fazem muito sucesso, logo isso responde a sua pergunta;

RECORD FÖ Mais você não acho que o SBT tinha que investir mais em novelas propiás e deixar o Remake e as Reprises?

SBT FÖ Também acho mais o SBT, não tem espaço e nem equipe suficiente para isso, é por causa disso que o SBT não investe mais em Novelas. Se não serio o contrario; Moderador Televizã0 – Pergunta para A Globo

RECORD Fà– Ontem a Globo não comemorou os seus 48 anos, porque não houve comemoração será que a audiência ta pouca o a Globo não tem nada o que comemorar?

GLOBO Fà– Tem sim, ela tem muita coisa para Comemorar, tipo assim, a constante queda da Record, A boa fase das Novelas, os Matinais que deixam o” lixo la fora” e em segundo plano ( Só os fortes conseguem discernir o que eu falei), se bem que a queda da Record Não importa muito , e lixo a Globo não tem tempo e nem precisa se preocupar com lixo.

RECORD Fà– Quando você fala lixo ta se referindo da Record? Porque se for eu digo que lixo é a Globo com seu elenco idiota.

GLOBO FÖ Todos Sabemos o quanto e ruim para a Record , a Globo so crescendo e sendo a cada dia mais admirada pelo POVO . #ChupaRecord

Anúncios

“Avenida Brasil”: Uma jovem sedenta por justiça

"Avenida Brasil": Uma jovem sedenta por justiça

A história da próxima novela das 21h da TV Globo, “Avenida Brasil”, de João Emanuel Carneiro, gira em torno da personagem vivida por Mel Maia. Com 11 anos de idade, a menina Rita sofre um duro golpe, que deixará marcas para o resto de sua vida.

Órfã de mãe, ela foi criada por seu pai Genésio (Tony Ramos) e pela megera madrasta, Carminha (Adriana Esteves), que consegue, após a morte de Genésio, roubar a casa, a família e os sonhos da enteada. Porém, mesmo com a vida sofrida, Rita não fraqueja e mantém viva a sede por um acerto de contas.


Nina (Débora Falabella)
Foto: Divulgação/TV Globo

Em busca de justiça, a garota deixa seu triste passado para trás e se transforma em Nina (Débora Falabella), uma mulher firme e preparada para as surpresas da vida.

Ficha técnica

Uma novela de João Emanuel Carneiro
Direção de núcleo de Ricardo Waddington
Estreia: 26/03
Horário: 21h10
Antecessora: “Fina Estampa”, escrita por Aguinaldo Silva

Elenco

Débora Falabella – Nina
Murilo Benício – Tufão
Adriana Esteves – Carminha

Ailton Graça – Silas
Alexandre Borges – Cadinho
Ana Karolina – Ágata
Bianca Comparato – Betânia
Bruna Orphao – Paloma
Bruno Gissoni – Iran
Camila Morgado – Noêmia
Carol Abras – Begônia
Carolina Ferraz – Alexia
Cauã Reymond – Jorginho
Claudia Missura – Janaína
Daniel Kuzniecka – Hector
Daniel Rocha – Roniquito
Débora Nascimento – Tessália
Deborah Bloch – Verônica
Eduardo Simões – Batata
Eliane Giardini – Muricy
Emiliano D’ávila – Lúcio
Fabiula Nascimento – Olenka
Felipe Abib – Jimmy Bastos
Heloisa Perissé – Monalisa
Isis Valverde – Suéllen
Jean Pierre Noher – Martín
João Fernandes Nunes – Picolé
João Pedro – Rei
José de Abreu – Nilo
José Loreto – Darkson
Juliano Cazarré – Adauto
Letícia Isnard – Ivana
Luana Martau – Brigitte
Marcelo Novaes – Max
Marcos Caruso – Leleco
Mel Maia – Rita
Nathalia Dill – Débora
Otávio Augusto – Diógenes
Ronny Kriwat – Tomás
Thiago Martins – Leandro
Tony Ramos – Genésio
Vera Holtz – Lucinda
Vilma Melo – Conceição

O passado sombrio

A vida de Rita (Mel Maia) desmorona com a morte do pai. O destino coloca em seu caminho a segunda esposa de Genésio, Carminha (Adriana Esteves). Além da megera, outro que chega para atormentar a vida da garota é Max (Marcelo Novaes), amante da madrasta e o principal parceiro de Carminha nos golpes e armações.

A primeira parte de “Avenida Brasil” é ambientada na década de 90. Carminha planeja e consegue se casar com Genésio, um homem simples e bacana. Desde o início, a vilã planeja contra o marido e consegue criar uma armadilha para tirar grande quantidade de dinheiro de Genésio.


Genésio (Tony Ramos) descobre que foi enganada por sua segunda esposa, Carminha (Adriana Esteves)
Foto: Divulgação/TV Globo

No entanto, a pequena Rita torna-se uma pedra no sapato de sua madrasta ao descobrir qual é a verdadeira intenção de Carminha. Ela conta ao seu pai sobre o roubo do dinheiro da venda da casa onde moram. Revoltados, Genésio e Rita tentam deter a megera, porém Carminha consegue tirar o marido de seu caminho, após ele sofrer um acidente fatal. Assim, ela consegue evitar que seu verdadeiro caráter venha à tona.

Vilã de sorte

Além de se livrar do marido, Carminha conseguirá encontrar um homem rico. Surge em seu caminho o jogador Tufão, criado no bairro suburbano do Divino. Atleta do Flamengo, Tufão se destaca e ganha fama e dinheiro após decidir uma final de campeonato.


Tufão (Murilo Benício) concede entrevista após vencer título pelo Flamengo
Foto: Divulgação/TV Globo

Cada vez mais perto de conseguir realizar o sonho de ser rica, Carminha vê no atleta a possibilidade de alcançar o que sempre quis. E, para não atrapalhar no seu relacionamento, ela resolve descartar a enteada. Ela manda Rita para um grande depósito de lixo, onde a garota viverá sob o controle de Nilo (José de Abreu).

Dificuldades da vida

No lixão onde foi deixada, Rita (Mel Maia) passa os piores dias de sua vida. Num local sujo e hostil, ela divide a casa com várias outras crianças pobres e com Nilo (José de Abreu), que dita as regras do jogo.

Ali perto também vive a prendada Lucinda (Vera Holtz), apelidada de Mãe do Lixão. Com a capacidade de transformar lixo em lúdico, é ela quem nutre a esperança das crianças que por ali vivem. É na casa de Lucinda que vive Batata (Eduardo Simões), garoto de bom caráter. O rapaz ampara Rita ao vê-la enfrentar a difícil rotina na casa de Nilo e convence a Mãe do Lixão a abrigar a menina.


Nilo (José de Abreu)
Foto: Divulgação/TV Globo

Porém, o que era uma simples amizade acabou se transformando em um inocente primeiro amor, uma relação que o tempo terá dificuldades em apagar. Quando Rita começa a se sentir bem morando na casa de Lucinda, um acontecimento mudará para sempre a vida dela. Uma família resolve adotar Rita e levá-la para o exterior. Tempos depois, é a vez do pequeno Batata ganhar uma nova família e deixar o lixão. Os dois seguem por caminhos distintos, guardando na lembrança o intenso sentimento que tiveram na adolescência.

Vida nova sem esquecer o passado   

A vida dos dois pombinhos muda completamente. Rita torna-se Nina (Débora Fallabella). Já Batata passa a ser conhecido como Jorginho (Cauã Reymond). A garota é levada para a Argentina, onde é criada por uma família com boa condição financeira. Seu novo pai, Martín (Jean Pierre Noher), é um homem carinhoso que soube educar bem Nina e suas duas filhas biológicas. A jovem torna-se uma mulher bem sucedida profissionalmente. Ela é chef de cozinha e tem seu próprio restaurante. Além disso, ela engata um namoro com o argentino Hector (Daniel Kuzniecka).


Nina (Débora Falabella) na Argentina com seu namorado Hector (Daniel Kuzniecka)
Foto: Divulgação/TV Globo

Mesmo com a boa vida, Nina não se esquece de seu passado. Com a morte de seu pai adotivo, o sentimento de vingança aumenta. Ela não consegue perder de vista o rastro de Carminha (Adriana Esteves). Mesmo morando na Argentina, ela se mantém informada sobre a megera, sabe que ela se casou com o craque Tufão e que virou uma mulher rica e famosa.

Volta ao Brasil

Disposta a acertar contas com sua rival, Nina volta ao Brasil e abre mão de tudo o que conquistou na Argentina: o restaurante, o namorado e até mesmo a família adotiva. Tudo para evitar que Carminha continue a fazer novas vítimas.


Foto: Divulgação/TV Globo

Para penetrar na casa de Tufão e Carminha, ela conseguirá conquistar sua inimiga, se passando por uma empregada prestativa e competente. E é a partir dessa busca de justiça de Nina, que a história de “Avenida Brasil” é desenrolada pelo autor João Emanuel Carneiro.

Clube pequeno

O fictício Divino Futebol Clube, time de terceira divisão sediado no subúrbio carioca, é um dos principais cenários do folhetim. É lá que treinam os jogadores Jorginho (Cauã Reymond), Iran (Bruno Gissoni), Roniquito (Daniel Rocha) e Leandro (Thiago Martins). Todos com o mesmo sonho: serem contratados por um grande time.


Jorginho é filho adotivo de Tufão, porém não consegue jogar tão bem quanto o pai
Foto: Divulgação/TV Globo

Além de futebol, o clube movimenta o bairro do Divino com suas tradicionais festas, regadas com muita música, dança e charme. São nas noites do modesto clube que se destacam personagens como Darkson (José Loreto), Tessália (Débora Nascimento), Olenka (Fabiula Nascimento) e Suéllen (Isis Valverde).

Ídolo da nação rubro-negra

Ao contrário dos demais personagens do mundo futebolístico de “Avenida Brasil”, Tufão (Murilo Benício) é bem sucedido. O título que ele conquistou para o Flamengo o tornou ídolo e bem sucedido financeiramente. Apesar da badalação, o atleta sempre optou por morar com a família no bairro em que nasceu, rodeado por amigos. Para isso, ergueu uma mansão em pleno subúrbio.


Foto: Divulgação/TV Globo

Antes de Carminha (Adriana Esteves) invadir sua vida, ele era apaixonado pela cabeleireira Monalisa (Heloísa Perissé). Inclusive, os dois chegaram a ficar noivos. Mas o romance sempre foi reprovado pela mãe do craque, Muricy (Eliane Giardini), que acreditava, erroneamente, que Monalisa era uma oportunista.

A cabeleireira deixou a Paraíba para tentar a sorte no Rio de Janeiro. E foi no salão de beleza que ela conseguiu sua independência financeira. Com o apoio do então noivo, deixou de ser empregada e abriu o Salão da Monalisa, estabelecimento de bastante sucesso graças à criação de um creme que tem o poder de alisar o cabelo da clientela. Trabalham com Monalisa, Olenka (Fabiula Nascimento), Roniquito (Daniel Rocha) e Brigitte (Luana Martau).

Vida no subúrbio

Outro núcleo de destaque em “Avenida Brasil” é o do bairro do Divino. Um dos moradores mais populares é Silas (Ailton Graça), que passa diariamente pelas ruas da localidade com seu famoso carro de mensagens. Seu personagem promete arrancar gargalhadas do público com mensagens que vão desde pedidos de casamento até cobranças de dívidas.


Foto: Divulgação/TV Globo

Também se destaca a loja de moda feminina do bairro. Nela, trabalham Suéllen (Isis Valverde), que vive mais preocupada em se tornar uma “Maria-Chuteira”; Lúcio, conhecido por fazer corpo mole no trabalho; e Darkson, que usa sua voz para fazer propaganda da loja aos pedestres. Os três trabalham para Diógenes (Otávio Augusto), o dono do estabelecimento, conhecido por seu jeito controlador, fechado e autoritário.

Mulherengo da vez

O ator Alexandre Borges mais uma vez vive um mulherengo em novelas. Na trama de João Emanuel Carneiro, ele é Cadinho, um empresário rico e inteligente. Ele possui três mulheres e, consequentemente, três famílias.

Sua primeira esposa é Verônica (Débora Bloch), uma mulher rica e consumista que, ao mesmo tempo, tem um coração enorme e nunca escondeu seu romantismo. Ela é mãe de Débora (Nathália Dill), uma acrobata, que resolveu abrir mão de trabalhar com sua arte depois de se apaixonar por Jorginho (Cauã Reymond).


Foto: Divulgação/TV Globo

Já a segunda esposa do empresário é Noêmia (Camila Morgado). No início do romance, ela se dizia pouco consumista. Porém, com o tempo, passou a levar uma vida de ricaça, morando em uma mansão mantida por Cadinho na região serrana do Rio. Noêmia é mãe de Tomás (Ronny Kriwat), um jovem que ostenta a vida de mauricinho mulherengo.

Alexia (Carolina Ferraz) é a terceira da lista de Cadinho. Rica no passado, a socialite perdeu sua fortuna ao longo do tempo. Seu objetivo na união com o empresário foi a tentativa de realizar o sonho de encontrar um pai para o filho que pretendia ter. Foi nesse clima que nasceu Paloma (Bruna Orphão), conhecida por ter uma personalidade forte.

Autor

João Emanuel Carneiro é um dos principais nomes da nova geração de autores da TV Globo. Seu primeiro trabalho foi aos 14 anos, quando colaborou com Ziraldo no roteiro das histórias em quadrinhos do cartunista. Já com 22 anos, foi roteirista do curta-metragem “Zero a Zero”.

Desde então, resolveu apostar na carreira de roteirista, colaborando em filmes como “Central do Brasil”, “Orfeu”, “Deus é Brasileiro” e “Castelo Rá-Tim-Bum”. Na telinha, estreou em 2000, como colaborador nas minisséries “A Muralha” (2000) e “Os Maias” (2001) e na novela “Desejos de Mulher” (2002).

Em 2004, foi promovido a autor principal e escreveu a novela “Da Cor do Pecado”, grande sucesso na faixa das 19h. Com a excelente audiência conquistada pela novela, a Globo encomendou uma nova trama para o autor em 2006. Mais uma vez, Carneiro se destacou ao escrever “Cobras e Lagartos”, que voltou a elevar os índices na faixa das 19h.

Dois anos depois, o autor foi promovido para a faixa das 21h. Sua estreia no horário foi com a “A Favorita”. Em 2009, o novelista supervisionou as autoras Thelma Guedes e Duca Rachid no folhetim “Cama de Gato”.


Ricardo Waddington e João Emanuel Carneiro
Foto: Divulgação/TV Globo


Diretor

Ricardo Waddington teve sua primeira oportunidade na TV em 1983 como assistente de direção da novela “Champagne”. Dois anos depois, foi promovido a diretor na novela “De quina para Lua”. Seu primeiro folhetim como diretor geral foi Mandala (1987).

Desde então, acumula vários sucessos na tela da Globo como diretor principal, como “Olho no Olho” (1993), “Quatro por Quatro” (1994), “História de Amor” (1995), “Por Amor” (1998), “Laços de Família” (2000), “Mulheres Apaixonadas” (2003) e “Cabocla” (2004).

Ele também assinou a direção de vários seriados como “Delegacia de Mulheres” (1990), “Sex Appeal” (1993), “Presença de Anita” (2001) e, mais recentemente, “A Cura” (2010). “Avenida Brasil” será a segunda novela de João Emanuel Carneiro dirigida por Waddington. Eles também trabalharam juntos em “A Favorita” (2008).

Anote na agenda

“Avenida Brasil” estreia nesta segunda (26), a partir das 21h10, na Globo.

Na Telinha

Rodrigo Faro transforma O Melhor do Brasil em baile funk

Apresentador estreia novo quadro com celebridades, o Famosos.com

Rodrigo FaroEdu Moraes/Record

Rodrigo Faro cantará sucessos do funk no O Melhor do Brasil (Record)

O Melhor do Brasil (Record) traz novidades neste sábado (17).

No Vai Dar Namoro, Rodrigo Faro transformará o palco do programa em um verdadeiro baile funk.

Vestido como um cantor de funk, o apresentador fará uma apresentação com os melhores sucessos do ritmo.


A grande novidade do dia será a estreia do quadroFamosos.com, onde convidados famosos participam de diversas brincadeiras.

As celebridades terão que mostrar que estão por dentro das notícias do mundo dos famosos.

Para a estreia, os convidados são Magic Paula, Karina Bacchi, Luize Altenhofen, Marcelinho Carioca e a dupla Guilherme e Santiago.
O Melhor do Brasil (Record) é exibido aos sábados, a partir das 17h30.

Segundo enquete Yuri é o Eliminado da noite

No inicio desta semana lançamos uma enquete aqui no televizão, perguntando sobre o paredão veja a seguir o resultado de nossa enquete;

Yuri                            63%

João Carvalho       37%

A enquete do portal do UOL também indica a saída do lutador.

Yuri                          62.23%

João Carvalho     37.23%

João Carvalho e Yuri disputam o nono paredão do “BBB12”

O nono paredão do “Big Brother Brasil 12” foi formado durante o programa ao vivo da noite de domingo (11) e João Carvalho e Yuri disputam a preferência do público para permanecer na casa. O professor de Muay Thai foi indicado pela líder Kelly e o mineiro pela casa, ao receber quatro votos dos colegas de confinamento.

A surpresa maior no entanto foi o anúncio para os participantes da autoimunidade deMonique, que ganhou a última prova do anjo desta edição. No entanto, o apresentador Pedro Bial deixou a sister discorrer sua justificativa em imunizar Yuri. “É um grande amigo, que me levanta quando eu preciso, me incentiva e me faz acreditar em mim. Não teria como ser outra pessoa, vou imunizar o Yuri”.

Assim que o lutador e a sister se abraçaram, Bial interrompeu: “Congela, para tudo. Só vocês não sabiam, mas você, Monique, foi o último anjo desta edição e é o que chamamos de anjo autoimune. Monique não pode ser votada”, anunciou o apresentador.

Em seguida, foi a vez da líder dar seu veredito. Bastante nervosa, Kelly gaguejou ao indicar Yuri. “Chega um ponto do jogo que vamos ter que votar em pessoas que estão próximas. O meu voto vai para o Yuri, nessa altura do campeonato não seria diferente. Eu vou defender as pessoas que estão próximas a mim e ele é a pessoa que eu escolho hoje”, disse ao justificar sua decisão.

Yuri, Fael, Fabiana e Jonas votaram em João Carvalho e, com exceção do lutador, os votos foram explicados como sendo a única opção de escolha para este paredão. O goiano justificou seu voto no mineiro dizendo que sua opinião sobre ele continuava a mesma. No paredão anterior, Yuri era líder e mandou o representante comercial para a berlinda dizendo que não gostava da sua maneira de jogar.

J.Lo no Vai Dar Namoro

Olá, gente! Tudo bem?

Olha só, neste sábado (10) o programa O Melhor do Brasil chega recheado de novidades.

Vamos começar o Q’  Viva: O Escolhido, o quadro que vai revelar talentos na dança. Na primeira etapa, o júri será formado por Sheila Mello e pelos coreógrafos Jaime Arôxa e Paola Crosara, que irão avaliar os vídeos e selecionam os cinco melhores da semana.

Depois disso, a cantora Jennifer Lopez escolhe apenas um, que fica classificado para a final no palco do programa, no dia 31, com a presença da cantora internacional.

O grande vencedor do reality irá se apresentar com J.Lo em  show dela em Las Vegas, nos Estados Unidos. Não é demais?

Aproveitei para homenageá-la no Dança Gatinho da semana.

Tentei ficar parecido! Vejam as fotos e me digam o que acharam, ok?

jennifer lopez J.Lo no <i>Vai Dar Namoro</i>

jennifer lopez1 J.Lo no <i>Vai Dar Namoro</i>

Espero vocês todos ligados na TV, hein?

Beijos,

Rodrigo Faro.

Demi Lovato traz turnê para São Paulo em abril

A cantora americana Demi Lovato anunciou nesta quarta (8) que fará uma excursão pela América Latina a partir de 14 de abril, começando pelo Panamá. No Brasil, ela chega no dia 19, quando se apresenta no Rio de Janeiro. Em São Paulo, o show acontece no dia 20, no Credicard Hall. Depois, a jovem segue para Belo Horizonte, onde canta no dia 22.

Lovato traz na bagagem a turnê do disco “Unbroken”, o terceiro de sua carreira. Por aqui, o show tem uma edição especial com “Rascacielo”, versão em espanhol para a música “Skyscraper”, hit número 1 da artista.

A pré-venda de ingressos para o show em São Paulo acontece entre 13 e 19 de fevereiro. O público em geral poderá adquirir as entradas a partir do dia 20.

Veja