Alice e Íris decidem virar caminhoneiras

Alice e Íris decidem virar caminhoneiras  (Foto: Fina Estampa/TV Globo)

Ao acordar, Alice (Thaís de Campos) se assusta ao ver Íris (Eva Wilma) já vestida, sentada na cama. A senhora, que passou a noite em claro pensando nos dólares que roubaram, se questiona se valeu a pena tanto dinheiro para ser gasto em futilidades.

Íris explica que, como sempre em sua vida, um dia ficará novamente na miséria: “Agora, com esses dólares, vai acontecer a mesma coisa. Em breve, eles irão embora… E ficaremos durangas outra vez!”.

Alice se emociona ao lado da amiga (Foto: Fina Estampa / TV Globo)
Alice se emociona ao lado da amiga
(Foto: Fina Estampa / TV Globo)

Alice afirma ter um plano B para mudar esta situação e leva a companheira para frente de uma concessionária. Diante de um caminhão, Alice confessa que sempre sonhou ser caminhoneira: “Imagina: eu a dirigir por essas estradas afora com você do meu lado, dormindo hoje aqui, amanhã ali…”.

A ideia seria transportar cargas e faturar dinheiro com isso. Íris pensa por um tempo, no começo não se convence ser a melhor opção, mas acaba aceitando para ver Alice feliz: “Pode comprar o seu caminhão. Estou com você e não abro!” . Alice comemora: “Até que enfim vou realizar o meu sonho!”. “Agora é o nosso sonho, my darling“, completa Íris, que dá um tapinha no traseiro da amiga.

Já em casa, Íris diz que fará uma última visitinha à sobrinha antes de cair na estrada. “Vou dar o golpe de misericórdia. Vou revelar pessoalmente e com riqueza de detalhes à minha ex-sobrinha qual é o verdadeiro segredo dela, e por que eu odiei cada pedacinho dela durante sua vida inteira!”, promete.

Elenco de Avenida Brasil assiste ao jogo Fla-Flu de camarote em estádio

Murilo Benício e Cauã Reymond entram em campo para divulgar novela

avenida (Foto: TV Globo/ Alex Carvalho)

A próxima novela das nove da Rede Globo, Avenida Brasil – com estreia prevista para 26 de março – preparou uma surpresa para os torcedores de Flamengo e Fluminense. É que o elenco da trama escrita por João Emanuel Carneiro e dirigida por Ricardo Waddington se reuniu em um camarote no estádio João Havelange – o Engenhão – para acompanhar o
clássico Fla-Flu neste domingo, 11 de março.

avenida (Foto: TV Globo/ Alex Carvalho)Intérpretes de Tufão e Jorginho, Benício e Reymond promovem a trama (Foto: TV Globo/ Alex Carvalho)

Cauã foi um dos primeiros a chegar no camarote com uma camiseta promocional da trama e, nas mãos, uma camisa do rubro-negro carioca.

– Assim que acabar o horário de trabalho eu a visto e começo a torcer – conta, arrancando risos dos jornalistas presentes, para em seguida mostrar o brinco que usará na trama.

avenida (Foto: Foto: TV Globo/ Saulo Frauches)Atores acompanham a partida entre Flamengo e Fluminense ( Foto: TV Globo/ Saulo Frauches)

O personagem de Cauã, Jorginho, joga profissionalmente pelo Flamengo na novela, assim como jogara seu pai adotivo, o ex-jogador Tufão (Murilo Benício).

avenida (Foto: divulgação)Elenco se reúne e vibra antes da partida clássica no Rio (Foto:TV Globo/ Saulo Frauches)

Alexandre Borges também está na torcida pelo Fla no camarote. Na trama de Avenida Brasil seu personagem mantém um relacionamento com três mulheres ao mesmo tempo. A pergunta fanfarrona foi inevitável: é mais difícil lidar com a marcação das zagas do Fla, do Flu ou do trio de mulheres? O ator riu:

– O Cadinho (nome do personagem) tem um amor genuíno pelas três – conta o galã, apontando para o fato de que o personagem rende uma boa reflexão – Ao mesmo tempo que temos os instintos mais liberados, temos uma sociedade que se reprime mais.

avenida (Foto: divulgação)Borges torce pelo Fla no Camarote e posa ao lado de Heloísa Périssé (Foto: TV Globo/ Saulo Frauches)

Alexandre espera que o personagem renda boas risadas para o público por causa das enrascadas aliadas a uma pegada cômica.

– Ele vai passar a virada de ano com duas mulheres ao mesmo tempo. Tem ideia de como ele vai se virar? – diverte-se.

avenida (Foto: divulgação)Gissoni mostra o visual e fala sobre suas referências para viver Iran (Foto:TV Globo/ Saulo Frauches)

Mas já que o assunto predominante no camarote é futebol, o Bruno Gissoni conta as referências que teve para compor seu personagem – um jogador que atua no time do subúrbio local, na terceira divisão.

– O Iran é um bom jogador, tem uma carreira promissora – conta o ator, que explica a mudança no visual por conta da vaidade do personagem – Tomei de referência um estilo do Cristiano Ronaldo e uma atitude do Neymar, que é mais brasileira. Meu personagem é o tipo de cara que, ao se olhar no telão do estádio, para e ajeita o cabelo – conta, às gargalhadas.

Globo

Marcelo Serrado, Bruno Gagliasso e Cauã Reymond podem concorrer ao Emmy

Marcelo Serrado

Marcelo Serrado, Bruno Gagliasso e Cauã Reymond foram indicados pela Globo para concorrer na categoria Melhor Ator do Emmy Internacional. Agora é cruzar os dedos para que as indicações sejam confirmadas pela Academia Internacional de Artes da TV dos EUA.

Extra