Real Time Globo Subindo

22h:00

 :globo:39.6

:record:5.4

 :sbt:4.1

Anúncios

Carolina dia 05

“Eu tenho quinze anos
E sou morena e linda!
Mas amo e não me amam,
E tenho amor ainda,
E por tão triste amar
Aqui venho chorar.

O riso de meus lábios
Há muito que murchou;
Aquele que eu adoro
Ah! foi quem o matou:
Ao riso, que morreu,
O pranto sucedeu.”

-Carolina

Real Time 20:03 SBT em quarto

22.9

7.4

4.3

4.2

Último capítulo de ‘A vida da gente’ tem 24 pontos de média

O último capítulo de “A vida da gente”, novela de Lícia Manzo e direção-geral de Jayme Monjardim e Fabrício Mambertti, registrou média de 24 pontos de audiência e 51% de participação, segundo prévia divulgada pelo Ibope nesta sexta-feira, 2.

Sua antecessora no horário das 18h, “Cordel encantado”, teve média de 30 pontos na exibição de seu último capítulo, no dia 23 de setembro.

Na segunda-feira, estreia “Amor eterno amor”, de Elizabeth Jhin. A novela, com direção de núcleo de Rogériuo Gomes, será estrelada por Gabriel Braga Nunes, Letícia Persiles e Carmo Dalla Vecchia.

Kogut

Globo coproduz microssérie sobre tragédia francesa no Brasil

Brasil Vermelho Davi de Almeida 107 e1330628712608 Globo coproduz microssérie sobre tragédia francesa no BrasilMaior produção independente para TV já realizada no Brasil, Vermelho Brasil (Rouge Brésil) será exibida pela Globo no formato de microssérie, com cinco episódios de 40 minutos cada um.

A produção conta a trágica tentativa dos franceses de conquistarem a Baía de Guanabara, em meados do século 16, antes de os portugueses fundarem a cidade do Rio de Janeiro. A história é contada sob o ponto de vista de duas crianças.

O ator português Joaquim de Almeida (de Velozes e Furiosos 5) e o sueco Stellan Skarsgärd (de Piratas do Caribe) são as estrelas de Brasil Vermelho. Eles interpretam respectivamente, o vilão e o protagonista, Nicolas Durand de Villegagnon, líder da expedição ao Brasil.

Orçada em R$ 20 milhões, Vermelho Brasil é uma coprodução entre Brasil, França e Canadá. Metade do orçamento veio da França. O Brasil entrou com R$ 7 milhões, sendo R$ 3 milhões de recursos de incentivos fiscais vinculados à TV Globo.

Na França, será exibida no formato de dois telefilmes de cem minutos cada um. Depois, irá para os cinemas, como longa-metragem. Só então poderá ser exibida pela Globo. A emissora, que ainda não definiu quando veiculará o produto, tem cinco anos para fazê-lo.

Filmada em Paraty, entre setembro e novembro, Vermelho Brasil é falada predominantemente em inglês, com vistas ao mercado internacional.

R7

Depois de Baltazar, Nero voltará à TV na nova novela de Glória Perez

Alexandre Nero, que faz sucesso como o motorista Baltazar em “Fina estampa”, não vai demorar a voltar à TV depois que a novela de Aguinaldo Silva terminar, no fim deste mês. O ator foi convidado para um papel na próxima novela de Glória Perez na Globo, “Salve Jorge”. Marcos Schetmann estará à frente da direção do folhetim, que tem estreia prevista para o final do ano. A trama sucederá a “Avenida Brasil” no horário das 21h.

Kogut

Real Time 19:44 Globo Bem

19:42

21.6

8.5

5.3

4.1

Real Time 19:42

19:42

21

8.1

6

4.5

Real Time 19:32

19h32

22.7

7.1

6.0

Real Time 19:00

25.7

6.6

3.7

3.6


No ar em “Fina Estampa”, Dalton Vigh é escalado para “Salve, Jorge”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120301212114.jpg

 

Ainda no ar em “Fina Estampa”, onde interpreta o protagonista Renê, Dalton Vigh terá um curto período de férias.

Dalton acaba de ser escalado para o elenco de “Salve, Jorge”, novela de Glória Perez que entrará na sequência de “Avenida Brasil” ainda neste ano.

A escalação de Dalton Vigh foi anunciada no Twitter de Glória. A autora tem divulgado aos poucos os nomes dos atores que irão estar em sua próxima produção, que tem estreia prevista para novembro.

Na telinha

 

Record envia comunicado chamando a Globo de “orgulhosa e arrogante”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120302150604.jpg

Nesta sexta (2), a Record enviou um novo comunicado à imprensa, após os comentários do diretor da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto.

Nesta semana, a FIFA vendeu os direitos das Copas do Mundo de 2018 (Rússia) e 2022 (Catar) para a Globo, o que gerou revolta da Record, pois o fato aconteceu sem a abertura de licitação.

Na última quarta (29), a emissora enviou um primeiro comunicado expressando sua surpresa quanto a renovação e provocou a rede carioca: “A empresa que teve seu acordo prorrogado com a FIFA gosta de se auto intitular como um dos maiores grupos de comunicação do mundo. Em contrapartida, mostra em seus métodos que não aceita concorrência livre em que a melhor proposta seja a vencedora”.

Logo depois, o diretor da Globo Esportes deu uma declaração polêmica para o UOL, onde disse que “A Globo está mil anos-luz à frente da Record”.

Diante disso, o vice-presidente de programação da Record, Honorilton Gonçalves, emitiu um comunicado chamando a concorrente de “orgulhosa e arrogante”.

O executivo também comparou as audiências das duas emissoras e disse que a Globo está em queda.

Confira o texto na íntegra:

“Diante das afirmações do Sr. Marcelo diretor da Globo ao Uol, é necessário esclarecer:

Como um diretor da Globo pode falar desta maneira trabalhando numa emissora que perde audiência todos os anos? O orgulho e a arrogância não permitem perceber a realidade provada pelos institutos de pesquisa: os brasileiros estão cada vez mais em busca de novas opções na televisão. E a Record simplesmente se propõe a ser uma delas.

Há cinco anos a Globo tinha 15 pontos de audiência a mais que a Record na média do dia na Grande São Paulo. Hoje, a diferença despencou para 7 pontos, como mostram os números consolidados de fevereiro. Curioso, aliás, este diretor usar de tanta soberba justamente quando a Globo registra o pior fevereiro, em audiência, de toda a sua história.

Nas transmissões esportivas, das quais o diretor da Globo fala com tanta prepotência, a situação é ainda mais grave. Entre os anos de Copas do Mundo de 2002 até 2010, por exemplo, os jogos da seleção caíram em audiência 29%, ou seja, um em cada três telespectadores abandonaram a suposta qualidade da Globo para assistir aos jogos do Brasil por outros caminhos.

No tratamento dos Jogos Pan-Americanos, a mesma arrogância: a Globo ignorou o evento durante vários anos seguidos. Em 2003, a emissora transmitiu inacreditáveis 29 minutos do Pan de Santo Domingo. Ano passado, em Guadalajara, a Record exibiu 140 horas de eventos da segunda mais importante competição olímpica mundial. E apesar das dificuldades enfrentadas com a qualidade do sinal internacional de transmissão, lideramos a audiência em vários jogos, competições e em diversas capitais brasileiras.

O que os diretores da Globo não entendem, ou não querem entender, é que o telespectador é o grande responsável por estas novas escolhas. Arrogância típica de quem não tolera concorrência, como aconteceu esta semana nas sombrias negociações pelos direitos das Copas de 2018 e 22.

No Comitê Olímpico Internacional é diferente. Houve uma licitação para os Jogos Olímpicos de 2016 e, ao contrário do que tenta sugerir o referido funcionário da Globo, a Record conquistou os direitos para televisão aberta assim como a sociedade Globo-Bandeirantes também. Na mesma disputa e ao mesmo tempo foram proclamados os resultados, sem privilégios ou prioridades.

Honorilton Gonçalves, vice-presidente de Programação – Rede Record”.

na Telinha

Luiza Valdetaro diz que filha está com câncer: ‘Há 20 dias Malu foi diagnosticada com leucemia’

Luiza Valdetaro anunciou nesta sexta-feira no Twitter que sua filha, Maria Luiza, de 3 anos, está com leucemia.

“Susto e tristeza já deram lugar à fé e a força. Há 20 dias Malu foi diagnosticada com leucemia, ela está bem! Contamos com a oração de todos”, escreveu a atriz.

 

 

A informação também foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz, que informou apenas que a menina já iniciou o tratamento. Maria Luiza é fruto do casamento de Luiza Valdetaro com o empresário Alberto Blanco.

 

Extra

 

Consolidados desta Quinta

GLOBO:

Mais você – 6

Bem estar – 7

TV Globinho – 6

Vídeo show – 11

Mulheres de areia – 16

Sessão da tarde (“A grande família”) – 9

Malhação – 15

A vida da gente – 24

Aquele beijo – 23

Fina estampa – 40

BBB – 25

As brasileiras – 15

Jornal da Globo – 9

Glee – 6

RECORD:

Balanço geral – 5

Fala Brasil – 5

Rebelde – 7

Vidas em jogo – 11

Rei Davi – 13

House – 7

SBT:

Bom dia & cia – 5

As visões da Raven – 6

Eu, a patroa e as crianças – 6

Chaves – 6

Pícara sonhadora – 3

Fascinação – 4

Maria do bairro – 6

Tenha estilo – 5

Casos de família – 5

Chaves – 4

SBT Brasil – 4

Corações feridos – 3

Programa do Ratinho – 4

A praça é nossa – 8

Conexão repórter – 6

BAND:

Brasil urgente – 4

Jornal da Band – 4

Deborah Secco volta à TV no seriado ‘Loucos por elas’ e confessa: ‘Tive medo de não me despir da Natalie Lamour’

 

Deborah Secco apresenta novo seriado Foto: Photo Rio News/Henrique Oliveira 

A partir do dia 13, o programa “Amor & sexo” dá lugar aos dilemas de um homem que vive rodeado por mulheres, em “Louco por elas” e na manhã desta quinta-feira, o elenco encabeçado por Eduardo Moscovis se reuniu para o lançamento do seriado. Deborah Secco, que interpreta a ex-mulher do protagonista Léo, volta a fazer comédia sete meses após se despedir do sucesso como a periguete Natalie Lamour, de “Insensato coração”.

– Tive medo de não me despir da Natalie. Foi um personagem de muito sucesso e estava terminando as gravações quando aceitei o convite para a série. Mas o Guel (Arraes, diretor) me falou: Se o João (Falcão, autor) acha que vai dar certo, então vai dar certo. Aí confiei e deu certo – afirmou a atriz, que agora está morena.

 

Deborah na época de Natalie Lamour                                     Deborah na época de Natalie Lamour 

 

Cercado pelas atrizes com que contracena, entre elas Gloria Menezes, Eduardo Moscovis garantiu que é a mulherada que manda no programa.

– Eu não sei de nada, elas que sabem (risos). O seriado mostra situações de uma família. Seriam cinco episódios inicialmente e já ganhamos mais oito – comemora o ator, afastado das novelas desde “Alma gêmea”, em 2005.

 

Du Moscovis e a família do seriado

Extra